< VOLTAR
Devaneios

Nostalgia

8 de novembro de 2016
access_time 2 minutos

Você está bem, contente e sentindo-se amada.
Porém, do nada, como uma forte onda do mar, a tristeza te encontra no caminho e começa a te arrastar para o fundo, para tudo aquilo que é mais obscuro, mais distante,mais desconhecido e mais profundo.

Você tenta sair, tenta pegar um fôlego, mas não consegue.
Sua visão começa a ficar turva e sua pressão cai, suas percepções de sentido não funcionam mais.
O medo é instaurado em você. Ele mora em você.

A cada grito que você tenta dar, mais desespero e melancolia entram em você, te afogando.
Você fica inconsciente, perde o chão e a razão.
Não há mais nada que você possa fazer.
Você começa a ter devaneios e as mais intensas recordações.
Começa a sentir falta dos momentos deixados para trás e começa a ter um enorme Déjà Vu.

Você vai para outra dimensão. Outra imensidão.
Você nunca foi de ter gratidão, mas tem paixão.
Paixão lúdica e fugaz. As vezes você quer ficar no cais.

Cais formado por uma sólida nostalgia, querendo fazer uma enorme lobotomia.
Não quer lembrar de nada, só quer limpar sua mente, porque não aguenta mais toda essa gente.
O mar da tristeza volta em você porém, você não quer mais sofrer.
Agora não aguenta mais chorar, vai de encontro ao mar.

Ah mar!
Amar

Só ele irá te salvar.
Ele irá te livrar desse horrível lugar.
Vai com ele para lá, porque só essa imensidão te fará sorrir, cantar, festejar e finalmente A(h)mar!

Continue lendo